La censura.

Eu me pergunto, às vezes, até aonde vai lei contra o cigarro e a censura?
Uma série de cartazes e propagandas têm sido proíbidos por causa do pequeno bastão de nicotina, que outrora fora tão popular e cultuado. Começou na França, com a sua lei, na época criticadíssima, anti-tabagismo: feriu a cultura francesa e mexeu com o francês que é, talvez, não tenho certeza, o maior consumidor de cigarros do mundo. A lei já se espalhou e atinge hoje diversas cidades do mundo, incluindo o Brasil. Não se pode mais fumar em lugares públicos e blá-blá-blá, todo mundo conhece o discurso. Além disso, o cigarro não pode aparecer mais em propagandas, tanto no Brasil como na frança. O primeiro caso mais difundido pelo mundo foi o cartaz de divulgação de “Coco, Antes de Chanel” , no qual o cigarro de Coco Chanel é trocado por uma caneta. Agora, outro caso vem a tona: a divulgação de “Gainsbourg (vie héroïque)”, sobre a vida do cantor francês Serge Gainsbourg. É conscientização ou é privação de liberdade artística? Censura? Fico me questionando sobre isso e me vejo sem respostas. Talvez por ser fumante, talvez por que me sinta atingido, ou simplesmente talvez por estar um pouco acordado. Não concordo, só isso.

O Serge, ainda com o cigarro:

E o clássico que Serge Gainsbourg grava, para Brigitte Bardot, cantando com Jane Birkin: Je T’aime… Moi Non Plus:

E um beijo do amigo Luquinhas.

Tchau, putas e um beijo pra quem teve sonhos eróticos com o Quentin Tarantino.

Tags: , , , ,

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: