Coisas que te irritavam na infância.

Meu aniversário está chegando e, portanto, já estou organizando ménha fésta fina, elegante e sincera para comemorar minhas duas décadas de existência magnífica. Decidindo o tema da festa (porque, como eu disse, a partir de agora eu só faço festa temática) eu acabei relembrando alguns momentos pontuais da minha infância e resgatando muita coisa que me fazia perder a paciência (Não, não vou revelar o tema da minha festa mara, ainda)

Segue a lista abaixo:

1. Tapeação do presente de aniversário – A gente media se o presente era bacana ou não pelo tamanho da caixa que chegava nas mãos da nossa tia roliça. Caixa grande com embrulho da Rihappy era garantia de felicidade no pós-festa. Pacote de presente molenga, com papel de festa platinado e mal feito, era sinônimo de macacão da Renner ou presente repassado. O frustrante era, na hora de abrir o presente, ir seco na caixa grande, aquela que vc já imagina vir com todos os robôs do Power Rangers, para que juntos eles formem o poderoso Megazord, e perceber que, na verdade, vc tinha ganhado um piniquinho.  Bite my ass.

2. Noitada engana-troxa – Se você, quando foi participar de sua primeira noitada no colégio, pensou que finalmente iria realizar seu sonho de levar um colchão e dormir na quadra, na farra, junto com todos os seus amiguénhos, provavelmente quebrou a cara, assim como eu, quando, às dez horas da noite, o zelador já tava expulsando todo mundo do colégio e você estava na porta esperando sua mãe chegar. #FAIL

3. Cocô no dia de piscina – Ficar com vontade de fazer xixi quando se está dentro da piscina é uma situação facilmente solucionável: só fazer xixi na água, longe dos coleguinhas, que ninguém vai perceber. A tristeza e agonia vinham mesmo quando batia a vontade de fazer cocô. E agora? Tem que sair da piscina pra ir correndo pro banheiro do vestiário? E a preguiça? Era foda. Você lá, na maior aflição pra se livrar daquele incômodo e voltar rápido pro pega-pega na piscina, se enxuga de qualquer jeito e vai pro banheiro resolver a complicação. Chega lá, certifica-se que não tem nenhum coleguinha olhando, tranca a porta e o martírio começa: aquele shorts, molhado, grudado, difícil de sair, sem contar o incômodo da bunda molhada em contato com o plástico do assento sanitário. E depois de fazer o cocô vinha a pior parte: limpar. Você, ainda todo molhado, usando aquele papel rala-cu do vestiário do clube que tá esfarelando na sua bunda porque vc não se secou direito. Gente, não, era muita infelicidade =/ E voltava correndo pra brincadeira, todo desconfortável, com a promessa de que, mais dia menos dia, a mamãe ia ter que passar hipoglós no bumbum pra curar o assadura da bunda mal-limpa.

4. Ser escolhido por último no futebol – Se você, assim como eu, era uma perna de pau no futebol, também era o último a ser escolhido na patota pra jogar a pelada. A humilhação não era nem ser escolhido por último, mas é que vc, mesmo tendo sido o estorvo, ainda ia ter que jogar como goleiro, pq ninguém ia querer vc na linha. E coitado de vc se desse um frango. Ia ser alvo de xingamentos e ofensas gratuitas. O pior de tudo é se o número a disposição para ser escolhido é impar, e vc fica de fora do jogo, aguardando de próximo. Aquele próximo que nunca chega, infelizmente…

5. Falta de pêlos pubianos na hora do banho em conjunto – Puberdade é uma merda. Pior do que entrar na puberdade é NÃO entrar na puberdade. Eu tive uma puberdade atrasada e vocês não podem imaginar a vergonha na hora de tomar banho no vestiário. Depois de três frangos como goleiro do time, você ainda é obrigado a passar pela humilhação de ficar peladinho na frente de seus colegas e constatar que todos eles já tem pêlos pubianos e debaixo do braço, ao contrário de vc, que não tem pêlos e ainda consegue atingir aquele agudo igual o da Carla Dias, de Chiquititas. Dureza. Você era o alvo de xacotas e todo mundo queria te dar peteleco no bilal.

Gente, são tantos traumas de infância, que não caberiam aqué. Tô indo pro terapeuta agora, ver se trato de algum deles.

Beijos com rancor da infância,

Caio

4 Responses to “Coisas que te irritavam na infância.”

  1. Fernanda M.J Says:

    por um momento me identifiquei totalmente!!! tive uns flashs de minha infancia com os presentes riachuelo, com as noitadas furadas que terminavam em karaoke cantando “sou desse chao, onde o rei é peao…”.hauhauahuaha muito bom!!!

  2. minivaca Says:

    Aaaaaain que horror! Banhos grupais não eram nada legais, lembro q o meu primeiro affair ilicito rolou assim hauhauhaua tempos terriveis…

  3. minivaca Says:

    as guei piraram

  4. Thales Says:

    me caguei de rir.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: