Sobre alguma coisa que importa.

Eu estava com um semblante distraído hoje, dentro do ônibus, e lembrei, quase de repente, de uma paixonite que tive logo que entrei na faculdade. Vejam só a bobeira: a garota era uma veterana, cursava o último ano e tinha aparência descolada. Fora o clichê americano da paixão pela garota mais velha inatingível, ela tinha muito mais de diferente do que de igual. No final das contas, ela não foi inatingível e justamente essa humanidade, talvez, tenha sido o objeto de combustão do meu sentimento semi-adolescente. 

Ela, em si, não importa. Consegui o número dela numa noite de festa da faculdade, após a ter escoltado para dentro de um taxi completamente embreagada. “Me dá seu celular. Quero te ligar e ver se você chegou bem em casa” foi  a minha desculpa pra roubar o segredo da moça. Mas meu celular foi roubado e, junto com ele, as esperanças de um dia poder ligar pra ela.

Engraçado ter lembrado isso tudo hoje de manhã e estar aqui relatando fatos que, outrora, passariam despercebidos pelo resto da minha vida até cair no esquecimento.

O cotidianos tem dessas pequenas coisinhas: de vez em quando, no meio da rotina, nos traz um presente-surpresa, que emerge do fundo de nosso âmago para bailar na nossa memória recente. São coisas, por vezes, sem importância, mas que, quando relembradas, carregam um significado tão grande, tão maior do que realmente possuíriam se não tivessem caído no esquecimento.

Todas as coisas esquecidas, as boas e as ruins, quando voltam, nos marcam. Funcionam como uma espécie de deja vu programado.

Tudo isso me entristece um bocado. Saber que muitas coisinhas da minha vida, detalhes pequeninos deixados pelos cantos da memória, serão esquecidos e, possivelmente, não irão saltitar pela minha mente novamente.

Se o twitter serve analogamente como nossa válvula de escape diária a tudo que nos entedia, esse blog é, então, minha dose de lembrança pra vida inteira. Meus detalhes guardados em pedaço de papel virtual.

O nome da moça era Mônica, aliás. Só pra não esquecer.

Caio

2 Responses to “Sobre alguma coisa que importa.”

  1. minivaca Says:

    gostei caio, nice piece of work.

  2. minivaca Says:

    o nosso blog tá ficando sério.
    alguém posta alguma coisa escatológica, por favor!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: